Vila Nova da Barquinha atribui Medalha de Honra aos Paraquedistas


O Município de Vila Nova da Barquinha vai atribuir a Medalha de Honra Municipal ao Regimento de Paraquedistas, sediado no concelho há 60 anos. O título honorífico vai ser entregue no decorrer das comemorações do 60.º aniversário daquela unidade militar, no próximo dia 23 de maio, pelas 10:30, em Tancos.
Proposta pela Câmara Municipal, a atribuição da condecoração às tropas paraquedistas foi aprovada por unanimidade pelo executivo, sendo posteriormente aprovada por unanimidade pela Assembleia Municipal, na sessão de 30 de setembro de 2015.


- Designação/nome e descrição da Medalha: Medalha de Honra Municipal
Fundamentos legais: Regulamento Municipal de Atribuição de Títulos Honoríficos e Sua Designação, Diário da República, II SÉRIE — N.º 264 — 14 de Novembro de 2003, 
“Artigo 3.º - Medalha de honra do município
1 — A medalha de honra do município destina-se a homenagear entidades colectivas ou singulares, pelos serviços excepcionais prestados à comunidade.
2 — A concessão deste título honorífico é atribuída pela Assembleia Municipal, aprovada por um mínimo de dois terços dos seus membros em efectividade de funções, por iniciativa própria ou por proposta da Câmara Municipal.”

- Historial e significado da mesma na sua relação com Vila Nova da Barquinha
Em 1955, através do Decreto n.º 40394, eram criados os paraquedistas em Portugal.
Também, através desse diploma era autorizado o uso de uma boina como artigo de fardamento.
As Tropas Para-quedistas, desde aquela data, estiveram presentes no concelho de Vila Nova da Barquinha e fazem parte da memória e da história do nosso concelho.
Contam, no ano de 2016, sessenta anos de serviço à Pátria e ao nosso território.  
Primeiro com a designação de Regimento de Caçadores Paraquedistas, posteriormente como Base Escola das Tropas Paraquedistas, Escola de Tropas Paraquedistas e, ultimamente, como Regimento de Paraquedistas.
Sempre com sede em Tancos e dependentes do então ramo Força Aérea formaram milhares de cidadãos que combaterem na guerra do ultramar desde 1960 até 1975.
Os "páras" granjearam a fama de militares de elite, não só pelas operações de combate e aparições públicas mas também e muito especialmente porque para ser boina verde é necessário palmilhar um longo e duro caminho de instrução e combate.
Em 1 de Janeiro de 1994 transitam para o ramo Exército. 
Têm participado em inúmeras missões internacionais de paz e cooperação dando enorme prestígio a Portugal e às organizações internacionais de que fazemos parte.
Esta condecoração constitui o lustre e justo reconhecimento público do Município para aqueles que, nas tropas paraquedistas, ao longo destes 60 anos contribuíram, e contribuem, com o seu mérito, o seu percurso pessoal e profissional para a dignificação das tropas paraquedistas, das Forças Armadas e do Estado Português.
A esse trajeto coletivo, assente nos laços hodiernos de familiaridade e de amizade, somamos o campo institucional, sempre na defesa da causa pública, princípios e valores que ambos partilhamos.
É por isso de inteira justiça homenagear o Regimento de Paraquedistas, unidade herdeira das tropas paraquedistas, com a medalha de honra municipal pelos serviços excecionais prestados à comunidade do nosso concelho e a Portugal.

Sem comentários:

Enviar um comentário