Município do Entroncamento participou no Festival "Tric Nic"


No passado dia 1 de outubro, data em que se celebrou o Dia Internacional do Idoso, o Município do Entroncamento participou no “Festival de Saberes e Sabores Tradicionais de Portugal – Tric Nic”, no Jardim Municipal de Oeiras.
Estiveram pressentes no evento, um grupo de utentes do Centro de Convívio da Terceira Idade do Entroncamento que se juntaram às centenas de idosos de todo o país que tricotaram retalhos, de nove dos Municípios que aderiram à campanha e de 30 Instituições. 
O evento marcou o encerramento da Campanha “Tricota esta ideia! – Uma manta pelos direitos dos idosos”, do Projeto Juntos por Mais, que simboliza a preocupação em salvaguardar os direitos das pessoas idosas e à qual o Município do Entroncamento se associou com a execução de quadrados em lã realizados por utentes das várias entidades do concelho, nomeadamente dos Lares da Santa Casa da Misericórdia, Associação dos Lares Ferroviários, Centro de Convívio da Terceira Idade, Juntas de Freguesia, ENCOPROF e Universidade Sénior, COFERPOR e particulares.




Paralelamente à exposição da manta gigante, com 500 metros de comprimento e mais de uma tonelada, elaborada por idosos de todo o país, decorreram vários momentos lúdicos, incluindo a atuação da Tuna da Universidade Sénior do Entroncamento.
Do programa, destacaram-se as intervenções das entidades participantes, onde o Município do Entroncamento esteve representado pela Vereadora da Câmara Municipal, Tília Nunes, que agradeceu e elogiou a organização por esta iniciativa.
No “Festival de Saberes e Sabores Tradicionais de Portugal - Tric Nic”, o Entroncamento fez-se representar pelos tradicionais bolos de cabeça e por um bolo comemorativo do evento decorado e confecionado por alunos da Escola Profissional Gustave Eiffel. 

Refira-se que, depois do lançamento da campanha em Oeiras (no dia 1 de outubro de 2014) foram mais de 12.000 quadrados que chegaram à “Juntos Por Mais” e que uniram idosos e instituições de Portugal e até de comunidades portuguesas no estrangeiro. 

Sem comentários:

Enviar um comentário